MIGRAÇÃO PARA O HD NA TV PAGA AUMENTA A DEMANDA POR ESPAÇO SATELITAL



O SETOR DE SATÉLITES NÃO SENTIU A RETRAÇÃO NA BASE DE ASSINANTES DA TV POR ASSINATURA. SEGUNDO MÁRCIO BRASIL, DIRETOR COMERCIAL DA INTELSAT, HÁ UMA TENDÊNCIA DE UPGRADE PARA A ALTA DEFINIÇÃO NOS CANAIS QUE AINDA TRABALHAM EM SD. MESMO OS CANAIS DE PROGRAMADORAS INDEPENDENTES JÁ COMEÇAM A NEGOCIAR A MIGRAÇÃO PARA O HD, SOBRETUDO ENTRE CANAIS COM CONTEÚDOS COM MAIOR APELO NA QUALIDADE DE IMAGEM, COM CONTEÚDOS RELACIONADOS A ESPORTES, AVENTURA E VIAGEM. "A EUROCONSULT APONTA QUE HOJE 15% DOS CANAIS SÃO EM ALTA DEFINIÇÃO E PREVÊ QUE 38% TERÃO MIGRADO PARA O HD ATÉ 2024. EM MINHA OPINIÃO, ESSA É UMA PREVISÃO MUITO CONSERVADORA", APOSTA.

MAS OPERADORAS TAMBÉM COMEÇAM A DEMANDAR MAIS ESPAÇO. MARCIO BRASIL CONTA QUE EMPRESAS DE DTH JÁ BUSCAM INFORMAÇÕES SOBRE O UHD. "A OLIMPÍADA SERÁ O MELHOR TERMÔMETRO DA TENDÊNCIA. MAS, PELA RECEPTIVIDADE QUE VEMOS NO MERCADO, EM 2017 JÁ DEVE HAVER DEMANDA", CONTA.

O EXECUTIVO APONTA AINDA QUE A MIGRAÇÃO PARA A TV DIGITAL ABERTA TAMBÉM AUMENTARÁ A DEMANDA POR ESPAÇO EM SATÉLITE. "A TENDÊNCIA É QUE OS CANAIS QUE HOJE ESTÃO ABERTOS DE FORMA ANALÓGICA NA BANDA C MIGREM PARA O DIGITAL", EXPLICA.

LANÇAMENTOS

O EXECUTIVO FALOU COM ESTE NOTICIÁRIO DURANTE O NAB SHOW, EM LAS VEGAS, ONDE A EMPRESA APRESENTOU A PLATAFORMA EPICNG, QUE COMEÇA A FUNCIONAR COM O SATÉLITE INTELSAT 29E, LANÇADO EM JANEIRO DESTE ANO. SEGUNDO BRASIL, A GRANDE NOVIDADE É QUE O SATÉLITE TRABALHA COM SPOTBEANS, FEIXES DE ALTA POTÊNCIA QUE COBREM ÁREAS COM MAIOR DEMANDA. DESTA FORMA, O FOOTPRINT DO SATÉLITE NÃO É CONTÍNUO E CONSEGUE CONCENTRAR POTÊNCIA EM ALGUMA REGIÕES, MANTENDO A CONECTIVIDADE ENTRE ESTES FEIXES. NA PRÁTICA, SIGNIFICA QUE AS TRANSMISSÕES PODEM SER FEITAS COM POTÊNCIA MENOR E ANTENAS DE MENOR DIÂMETRO. COMO OS SPOTBEANS CONVERSAM ENTRE SI, É POSSÍVEL FAZER UMA TRANSMISSÃO DE UM PARA O OUTRO, OU DO RIO DE JANEIRO PARA A EUROPA OU ESTADOS UNIDOS, POR EXEMPLO.

A EXPECTATIVA É QUE A NOVA PLATAFORMA SEJA USADA DE FORMA AMPLA DURANTE A OLIMPÍADA, NO RIO DE JANEIRO. "A INTELSAT É A OPERADORA QUE TEM MAIS CAPACIDADE DEDICADA AO USO OCASIONAL. E COM O EPIC, O CLIENTE PODE TRANSMITIR DIRETAMENTE PARA A EUROPA OU OS ESTADOS UNIDOS, SEM TER QUE PASSAR POR OUTROS SATÉLITES OU REDES", EXPLICA.

POR IP

A OPERADORA TAMBÉM APRESENTOU NO EVENTO O SERVIÇO ONE PRISM, PARA TRANSMISSÃO POR IP. A VANTAGEM É QUE O CLIENTE PODE USAR O SATÉLITE PARA FAZER A TRANSMISSÃO DE VÍDEO, DADOS E VOZ, SIMULTANEAMENTE. PARA ISSO, PRECISA DE UM MODEM DESENVOLVIDO EM PARCERIA COM A NEWTEC. "COM ISSO, A EMISSORA NÃO PRECISA CONTRATAR COM CANAL DE VOZ E UMA REDE DE DADOS À PARTE. TUDO É FEITO PELO SATÉLITE, DE MANEIRA INTEGRADA. SE PREFERIR, PODE USAR O IP APENAS PARA DADOS E VOZ E TRANSMITIR O VÍDEO À PARTE", EXPLICA MARCIO BRASIL.

O SERVIÇO É CONTRATADO POR BANDA, E NÃO POR TRANSPONDER, E A BANDA CONTRATADA É REAL, POIS NÃO PASSA PELA NUVEM. PARA QUEM TEM BANDA DISPONÍVEL EM UM TRANSPONDER JÁ CONTRATADO, É POSSÍVEL CONTRATAR APENAS O SERVIÇO IP, SEM BANDA ADICIONAL. SEGUNDO BRASIL, O SERVIÇO SERÁ TESTADO NA OLIMPÍADA E DEVERÁ SER COMERCIALIZADO NO FINAL DO SEMESTRE.





TPS

Tecnologia do Blogger.